Municipio de Paty do Alferes entra nas estatisticas de crimes violentos.

19-08-2014 20:28

 

Polícia investiga assaltos a sítios e fazendas no sul do Rio

Crimes se concentram em Vassouras, Miguel Pereira e Paty do Alferes.
Foram registrados mais de 50 casos em um ano, segundo estatística.

 

Do G1 Sul do Rio e Costa Verde

 
a

A Polícia Civil de Resende lidera uma força-tarefa com objetivo de prender uma quadrilha  que assalta sítios e fazendas do sul do Rio de Janeiro. As investigações envolvem sete delegacias do estado e começaram há cinco meses. De acordo com os agentes, oito suspeitos foram presos, um morreu em troca de tiros com policiais na Baixada Fluminense e um menor foi apreendido.

Em um ano, mais de 50 assaltos foram cometidos. Segundo dados levantados pela polícia, os crimes se concentram em propriedades de Vassouras, Miguel Pereira e Paty do Alferes. Os bandidos têm hábito de agir à noite e geralmente chegam caminhando pela mata. Eles invadem, rendem quem estiver dentro de casa e usam o carro da vítima para levar o material roubado. Depois, em um ponto distante, encontram outros integrantes da quadrilha, que esperam em outro carro.

Comerciante é uma das vítimas dos assaltantes (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)Comerciante é uma das vítimas dos assaltantes
(Foto: Reprodução/TV Rio Sul)

O comerciante Marcos Antônio Inglez de Souza foi assaltado em abril. O morador de Vassouras estava junto com a esposa e as duas filhas quando foi surpreendido em casa por quatro homens encapuzados, que estavam armados com pistolas. "Eles entraram, levaram a gente para dentro de casa. Depois acharam que tinha cofre, mas não tinha. E aí começaram a fazer a limpeza", disse.

Três homens continuam sendo procurados. Entre eles, o chefe do bando, Bruno José Caetano de Moraes e o seu irmão, Milton Rodrigues. "Pedimos a possíveis vítimas que os reconheçam, que nos procurem, para dar detalhes sobre essas pessoas", explicou o delegado titular da 89ª DP, Mário Arruda.

 

Funcionário da Cedae é assassinado com 15 tiros em Paty do Alferes, RJ

 



Corpo foi encontrado pela esposa, no local onde vítima trabalhava.
Paulo David Silva, de 56 anos, era operador de tratamento de água.

Do G1 Sul do Rio e Costa Verde

 
 

Um homem foi assassinado a tiros na noite de segunda-feira (19), em Paty do Alferes, no sul do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, Paulo David Silva, de 56 anos, foi encontrado pela própria esposa dentro do posto da Companhia Estadual de Água e Esgoto (Cedae), no bairro Palmares, onde trabalhava como operador de tratamento de água.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima apresentava, pelo menos, 15 marcas de tiros. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Barra do Piraí, RJ. O crime foi registrado na 96ª Delegacia de Polícia (Miguel Pereira). Por volta das 9h50, a polícia não tinha informações sobre o suspeito.

Em nota, a empresa se pronunicou sobre o caso. "Informamos que a Cedae, através da sua Assessoria de Segurança Empresarial, encontra-se na cidade de Paty do Alferes, onde ocorreu o
crime envolvendo o funcionário Paulo David Silva, para, em conjunto com a Polícia Civil, trabalhar no sentido de apurar o assassinado do referido servidor".